Luxemburgo – cidade de Luxemburgo

Deixe um comentário Padrão

Com apenas 82 km de extensão de norte a sul e 57 km de leste ao oeste, acreditem ou não, mas Luxemburgo é o sexto menor país da Europa e um dos maiores PIB per capita do mundo!

Com uma democracia parlamentar, encabeçada pelo Grão Duque (considerado inferior ao rei, mas superior aos príncipes ou duques soberanos), faz do país o único Grão Ducado ainda existente. Já que após a divisão da área de Benelux, o rei deixou de herança para seu sobrinho (Grão Duque), o país.

País este, construído como uma fortaleza romana no início da Idade Média e criado para atender conveniências políticas e geográficas dos demais países que dominaram a região (Alemanha, França, Holanda e Espanha). E por contar com uma localização estratégica, no alto do morro, cercado por vales, permitia aos habitantes, avistarem a kilômetros de distância seus inimigos.

234

Hoje, parte da muralha ainda permanece e divide a cidade entre a parte alta (Ville Haute) e a baixa (Ville Basse/ Grund). Ambas, conectadas por pontes e viadutos que são os principais cartões postais do país.

239

ponte Adolfo

 Na cidade alta – Ville Haute está localizado a parte mais comercial e turística da cidade, além do seu centro histórico. Cheio de restaurantes, cafés, mercados, praças, prédios públicos, tudo de fácil acesso aos pedestres com grandes calçadas que compõem o centro.

Já na cidade baixa – Ville Basse/Grund, o cenário é mais residencial, com casas típicas beirando o rio Petrusse.

351628

imagem tirada do site:http://olhares.uol.com.br

Entre seus pontos turísticos estão: os restos da antiga fortaleza (Casamatas do Bock e do Petrusse), Cidadela do Espírito Santo, as Torres de Vauban, Plauteau do Rham, Momumento Nacional da Solidariedade, catedral de Nossa Senhora de Luxemburgo, Museu do Milênio, Prédio do Grão Ducal, Parlamento, Castelo de Vianden e o caminho da Corniche (orla).

Palais de Gran Ducal (prefeitura)

240

catedral de Nossa Senhora de Luxemburgo

236

No caminho da Corniche, por exemplo, aqueles que não se animarem a descerem a muralha, podem optar ir de trenzinho turístico que faz o passeio completo pelo centro da cidade.

Outra dica sobre o país é comprar em qualquer banca de jornal, um guia turístico sobre o local, já que por não ser um dos países mais atrativos, comparado aos seus vizinhos, pouquíssimas são as informações encontradas nos blogs, guias de viagens e livros.

E embora, seja pequeno territorialmente, gastando-se um ou dois dias no máximo para conhecê-lo, sua história, colinas, paisagens e castelos são enriquecedores.

235

Talvez, isso, ajude a entender melhor o lema do país: “Nós queremos permanecer o que somos”.

Afinal, um país com três línguas oficiais (francês, alemão e luxemburguês), dividido em três distritos: Diekirch, Grevenmacher e Luxembourg, um dos membros fundadores da União Européia, com uma capital de fazer inveja em qualidade de vida, e hoje, após tantas invasões, representar o maior PNB (Produto Nacional Bruto) do mundo, merece sem dúvida alguma uma visita.

Por isso, quem tiver a oportunidade de conhecer e visitar a Europa, não hesite e vá a Luxemburgo.

Já dizia o ditado: “tamanho não é documento”!